O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

RACISMO ISRAELITA TEM A GARANTIA DO ADN

Tribunais religiosos de Israel exigem que cidadãos imigrantes sejam sujeitos a testes de ADN para poderem atestar a pureza da sua condição de judeus. Assim funciona o apartheid sionista.

ISRAEL ACONSELHA PALESTINIANOS “A RENDER-SE”

Os palestinianos deverão "render-se a Israel", aconselha o embaixador de Netanyahu nas Nações Unidas. É a melhor e única solução, pelo que deverão abraçá-la e esperar pelo melhor.

ESTALOU O VERNIZ ENTRE O GRUPO DE VISEGRADO E ISRAEL

O novo chefe da diplomacia israelita, Israel Katz, detonou com declarações racistas uma iniciativa diplomática e ofendeu a comunidade hebraica da Polónia

O ITAMARATY, A DESOBEDIÊNCIA, A "LIMPEZA"

Num ministério de Brasília por onde passaram príncipes da cultura brasileira e de língua portuguesa vai sentar-se Ernesto Araújo, para "fazer uma limpeza"

BRAIN DRAIN: A FUGA OU EXPULSÃO DE CÉREBROS

Portugal continua a não segurar os seus cidadãos mais capazes e preparados. Salários e falta de respeito pelo trabalho explicam muito.

CNN FAZ CENSURA PARA PROTEGER VIOLÊNCIA SIONISTA

A CNN despediu o comentador Marc Lamont Hill por defender um Estado único e secular na Palestina com direitos iguais para israelitas e palestinianos

GOVERNO DE ISRAEL É XENÓFOBO E ANTI-SEMITA

Anti-semitismo é "ódio contra os judeus", reza uma definição que agora foi assumida pela União Europeia. Uma definição que é xenófoba porque marginaliza as formas de ódio contra outros povos semitas, por exemplo os árabes. A versão assumida pelos ministros da União, e que pode servir de base para criminalizar "actos de anti-semitismo", funciona antes como barreira às críticas a Israel, cujo governo tem ele próprio um comportamento anti-semita, xenófobo e racista em relação aos árabes, principalmente os palestinianos.

NETANYAHU ILIBOU HITLER DO HOLOCAUSTO

Netanyahu diz que Hitler só queria "expulsar os judeus" alemães e que foi o Grande Mufti de Jerusalém quem o fez mudar de ideias: "queime-os".

EXÉRCITO DE ISRAEL ABERTO A MERCENÁRIOS

Israel é um Estado de singularidades: não registou fronteiras, instaurou o apartheid, viola a lei internacional e tem ao seu serviço um exército onde podem alistar-se pessoas de qualquer nacionalidade invocando ter um progenitor ou um avô judeu.

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top