O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

GRETA THUNBERG E A CRUZADA DAS CRIANÇAS VERDES

Ao seguirmos as pisadas desse fenómeno mundial chamado Greta Thunberg iremos encontrar, para surpresa de muitos – de outros, nem tanto – gente bastante graúda, entidades e personalidades através das quais é possível detectar rastos do ex-vice-presidente dos Estados Unidos da América, Al Gore, do Goldman Sachs, o banco dos bancos, da Pepsi, dos maiores fundos de activos do mundo, da Shell, da General Motors, do Google e da Pfizer, de âncoras do neoliberalismo como a OCDE, o FMI ou o Banco Mundial, de ex-membros de governos não menos ultraliberais. E apetece-nos tentar perceber como é que pessoas e organizações que contribuíram para estragar o clima estão agora empenhadas em salvar o clima. A explicação até não será muito difícil se olharmos Thunberg como um instrumento de agitação e propaganda para “legitimar” aquele que se perspectiva como o maior negócio destes tempos.

NATO: MATAR É O MAIOR NEGÓCIO

Outro ângulo de abordagem da recente Cimeira da NATO: o do negócio. A NATO transformou a matança na normalidade vigente e fez disso o grande negócio que torna monstruosos os lucros do complexo militar e industrial que gere os Estados Unidos e comanda o império. E sendo essa matança “o maior negócio do Ocidente”, como escreve o analista geopolítico Peter Koenig, todos os argumentos são necessários para justificar a existência de uma aliança que, em boa verdade, não tem razões para existir – além de ser antidemocrática. Por isso, os “inimigos” são inventados para que o chorudo negócio da morte não morra.

GUERRAS SECRETAS DA NATO ACIMA DAS LEIS E DOS CIDADÃOS

Um drone de guerra italiano abatido sobre a Líbia confirma que o envolvimento de Itália e outras nações em operações militares ofensivas secretas sob comando dos Estados Unidos e da NATO se processa à revelia das Constituições, das leis, e das decisões dos órgãos eleitos desses países. As guerras, secretas ou não, pagas com o dinheiro dos cidadãos escapam cada vez mais ao controlo dos cidadãos. Assim funciona a NATO.

SANÇÕES ECONÓMICAS VIRAM-SE CONTRA A UNIÃO EUROPEIA

As sanções económicas impostas pela União Europeia a reboque dos Estados Unidos, por exemplo contra a Rússia, estão a virar-se contra os Estados membros e acarretam perdas de dezenas de milhares de milhões de euros, de acordo com vários estudos realizados sobre o assunto. A armadilha é ainda mais perversa porque, de acordo com as mesmas fontes, os Estados Unidos não forçam as suas empresas a vincular-se a muitas das sanções, provocando uma evidente viciação da concorrência. Bruxelas marca golos na própria baliza para se submeter a Washington: a economia da União é atingida de vários lados e os resultados estão à vista.

“BOMBEIROS” POR UM DIA, INCENDIÁRIOS POR ROTINA

Os senhores do mundo, reunidos em formato G7, assumiram dramaticamente uma até agora desconhecida vocação de “bombeiros” perante a catástrofe da Amazónia. Sentindo os holofotes mediáticos bem focados sobre as suas pessoas, os senhores e senhoras mais conhecidos pelos métodos de procurar a paz e a democracia através da guerra prometeram disponibilizar mundos e fundos para travar a catástrofe. Acabada a cimeira, voltaram ao mesmo de sempre, isto é, a gerir o regime e a sociedade globalista onde avultam – como donos dos interesses que interessam – os verdadeiros incendiários da Amazónia e de todo o planeta. E os incêndios continuam.

TRUMP IMPÕE “EMBARGO ECONÓMICO TOTAL” À VENEZUELA

A administração Trump atingiu um novo topo nos seus actos lesivos contra a economia e a sociedade venezuelanas ao ampliar à categoria de embargo as medidas coercivas e unilaterais contra a República Bolivariana. Uma medida que, segundo o jornal norte-americano Washington Post, consiste “num embargo económico total”.

GOVERNO E OPOSIÇÃO DA VENEZUELA DIALOGAM EM BARBADOS

O diálogo entre o governo da Venezuela e a oposição de direita mudou-se da Noruega para Barbados, agora com "mesa" permanente. A primeira sessão decorreu "com êxito".

EUROPA SUBMETE-SE AO GÁS MAIS CARO “MADE IN USA”

Uma das batalhas energéticas mais importantes para o futuro está a ser travada no campo do gás natural liquefeito (GNL). Considerado como uma das principais soluções para problemas do meio ambiente, o GNL poderá resolver os problemas energéticos de um país ao mesmo tempo que neutraliza preocupações ambientais provocadas por outras fontes de energia. Enquanto isso, um pouco à maneira do dólar norte-americano, o GNL está a transformar-se numa ferramenta que Washington pretende utilizar contra Moscovo à custa dos aliados europeus dos Estados Unidos.

AMNISTIA INTERNACIONAL AFINADA COM O IMPÉRIO

A Amnistia internacional é juiz na Venezuela ouvindo apenas o lado da extrema-direita. Problema: o seu conceito de "direitos humanos" coincide com o dos agressores norte-americanos

COMO SE TRANSFORMA O BÁLTICO NUM “LAGO DA NATO”

Com manobras guerreiras, integração do espaço nórdico numa gigantesca rede de espionagem e ameaças permanentes vai-se transformando o Báltico num "lago da NATO"

O ESTADO DA "DEMOCRACIA" HEREDITÁRIA

Na União Europeia e respectivas franjas existem onze nações onde a representação do Estado é um cargo não eleito. Mas em termos de dinastias políticas não fica por aí o enviesamento da democracia.

NATO ENSAIA A GUERRA NOS ESPAÇOS NÓRDICOS

A NATO não para de treinar a guerra. Agora é nos espaços e ares nórdicos, com a mira na Rússia, que decorre um dos maiores exercícios de sempre da organização

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top