O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

O MUNDO EM REALIDADE PARALELA

A elite governante mundial, em aliança com o aparelho comunicacional global que trata da sua propaganda, querem forçar-nos a viver numa realidade paralela, aquela em que a versão ficcional e oficial dos factos se transforma em verdade única, indiscutível, sendo a discordância anatemizada como fake news.

CONFIRMA-SE APROXIMAÇÃO ENTRE PARIS E MOSCOVO

Confirma-se que o presidente francês pretende uma relação menos conflituosa com Moscovo, afastando-se da ortodoxia norte-americana e da União Europeia

BRUXELAS NO TPI: UM TESTE À IMPUNIDADE REINANTE

Juristas do Tribunal Penal Internacional (TPI) apresentaram à procuradora-geral um processo contra a União Europeia por "um ataque letal organizado contra populações civis" a propósito da política adoptada para "conter" os refugiados com origem na Líbia. Os juristas falam em 14 mil mortos e mais 40 mil pessoas expostas a "crimes contra a humanidade". Tem a palavra o tribunal. Terá coragem de ir até ao fim no apuramento de responsabilidades?

CINTURA E ROTA, UMA REVOLUÇÃO GEOPOLÍTICA

Iniciativa Cintura e Rota: a cooperação em vez do diktat imperial; a negociação no lugar da imposição. Mais de 150 países associam-se num projecto para uma nova ordem internacional

UNIÃO EUROPEIA É CÚMPLICE DO APARTHEID ISRAELITA

O embaixador cessante de França nos Estados Unidos, Gérard Araud, não tem dúvidas: Israel é um Estado que pratica o apartheid; e a União Europeia é cúmplice dessa situação aviltante para os direitos humanos agindo como um súbdito dos Estados Unidos e da política terrorista de Israel. Outros diplomatas de Estados membros da União pensam da mesma maneira, mas nada disso se reflecte na acção de Bruxelas e dos governos dos 28. A colonização da Cisjordânia está prestes a transformar-se em anexação e a União Europeia, proclamando-se "farol da democracia", não mexe um dedo para impedir que tal aconteça.

EXÉRCITO DE MERCENÁRIOS AMEAÇA A VENEZUELA

Erik Prince, fundador da empresa terrorista Blackwater, propôs a Trump a criação de um exército de mercenários para levar Guaidó ao poder na Venezuela

A GRANDE MENTIRA IRAQUIANA 16 ANOS DEPOIS

Em 21 de Março de 2003, os Estados Unidos e o Reino Unido lançaram a guerra para destruir o Iraque com base numa torrente de mentiras. Os responsáveis estão impunes.

INDÚSTRIA AUTOMÓVEL É QUESTÃO DE SEGURANÇA PARA OS EUA

Os Estados Unidos perderam terreno na indústria automóvel e correm o risco de recuar ainda mais com a reconfiguração do sector em curso. Daí as tarifas alfandegárias no horizonte.

“NITRO ZEUS” E O APAGÃO NA VENEZUELA

Um vírus produzido nos Estados Unidos, com o nome de código "Nitro Zeus" é a arma cibernética usada pela administração para provocar os apagões sucessivos na rede de energia eléctrica da Venezuela

PENCE SUGERIU A MERKEL INVADIR O MAR DE AZOV

Foi em 16 de Fevereiro e o episódio dá conta do tipo de congeminações que circulam entre os dirigentes que têm o mundo nas mãos. Nesse dia, o vice-presidente dos Estados Unidos sugeriu à chanceler alemã enviar uma frota de navios de guerra ao Mar de Azov para provocar Putin; e Merkel não rejeitou imediatamente: ainda consultou o chefe do regime ucraniano e o presidente de França. A ideia morreu à nascença, mas de onde veio esta outras podem seguir-se… Até que o conflito rebente?

GRANDE ALBÂNIA: NOVA CAIXA DE PANDORA NOS BALCÃS

O Kosovo e a Albânia vão abolir fronteiras em 1 de Março, anunciaram os chefes dos respectivos governos. Com a Grande Albânia no horizonte, abre-se nova caixa de Pandora nos Balcãs.

ISRAEL ESCUDA-SE EM AVIÕES CIVIS PARA ATACAR A SÍRIA

No dia de Natal, seis caças israelitas protegeram-se atrás de voos civis de passageiros para atacar os arredores de Damasco, capital síria. O acto de agressão, que viola normas elementares do Direito Internacional, não mereceu, até agora qualquer palavra de qualquer órgão da ONU, incluindo secretário-geral, e da União Europeia. O acto evidencia duas realidades: Israel sabia que a Síria não ia fazer perigar os aviões de passageiros; o sionismo recorre a todos os meios desumanos para tentar driblar a zona de exclusão aérea instalada para proteger a Síria da agressão internacional.

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top