O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

ESTA DEMOCRACIA BOURBÓNICA NÃO TRAVA O NEOFASCISMO

Na sequência das terceiras eleições gerais em Espanha praticamente consecutivas – as últimas realizadas em 10 de Novembro – o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e o Podemos estabeleceram um primeiro acordo de coligação para governar sem a direita. O caminho para alcançar maioria parlamentar, porém, é ainda longo e exige alguns acordos mais num cenário caracterizado pela situação na Catalunha e pela significativa subida eleitoral do grupo fascista Vox. Publicamos uma importante reflexão sobre a advertência que este facto representa, sobretudo numa democracia que começa por estar amputada na cabeça do Estado.

COMBATE-SE O NEOLIBERALISMO NAS RUAS DO EQUADOR

No Equador luta-se contra o neoliberalismo e o seu cortejo de arbitrariedades, violência, austeridade e abolição de direitos. Depois de uma década de avanços sociais com as administrações de Rafael Correa, a traição de Lenin Moreno, a pressão colonial e o autoritarismo do FMI assumiram o poder e desmantelam o que foi alcançando com a Constituição de 2008. Sentindo o perigo da perda total das conquistas, os equatorianos tomaram as ruas; e o regime responde à moda pura e dura neoliberal: com repressão em vários matizes, incluindo a força bruta.

RESSUSCITAR O TIAR, O NOVO GOLPE CONTRA A VENEZUELA

Os Estados Unidos e os países da América Latina que lhe estão submetidos ressuscitaram o Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR), um velho instrumento da guerra fria – nunca aplicado – mas que agora se destina a aprofundar ainda mais a guerra híbrida contra a Venezuela. Aliás, os mecanismos invocados desta feita ultrapassam até os limites do próprio tratado, manifestando disposição para o violar

DRAGHI INCENDIOU O TEMPLO DO EURO

Em discurso que era de circunstância, Mario Draghi, o presidente do BCE, extravasou no autoritarismo e deitou fogo ao palácio do Euro.

ARRANJOS EM BRUXELAS ATINGEM A ROMÉNIA

O autoritarismo romeno de capa "social-democrata" está a ser vítima dos acertos de contas entre as duas grandes famílias federalistas de Bruxelas

XENOFOBIA À SOLTA ATRAVÉS DA UNIÃO EUROPEIA

A partir do primeiro ano de vida, os filhos de imigrantes na Dinamarca são retirados à família 25 horas por semana para serem educados em "valores dinamarqueses" e religião a condizer.

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top