O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

WASHINGTON ENTERRA TRATADO DE DESARMAMENTO

No próximo dia 2 de Agosto os Estados Unidos vão formalizar a sua retirada do Tratado INF, que proíbe a instalação de mísseis nucleares de médio alcance, entre 500 e 5500 quilómetros. Trata-se de um pró-forma, uma vez que o Pentágono decidiu há pelo menos um ano e meio violar esse tratado e torná-lo inútil.

A NATO É QUEM MAIS ORDENA

"Relações excelentes", diz o primeiro-ministro italiano a Putin. Com excepção do que Washington e a NATO decidem - isto é, quase tudo

É OFICIAL EM WASHINGTON: ARMAS NUCLEARES SÃO PARA USAR

A nova doutrina político-militar adoptada pela Junta de Chefes do Estado Maior das Forças Armadas dos Estados Unidos estabelece que o recurso a armas nucleares "é decisivo" para ultrapassar o facto de o Pentágono não conseguir ganhar "de maneira convincente" as guerras em que se envolve. Existe, portanto, uma mudança doutrinária em que o uso do nuclear deixa de ser tabu: passa a ser um meio de garantir vitória em guerras e garante "estabilidade estratégica". Além disso, pode proporcionar ataques preventivos que sejam dissuasores de guerras. O mundo que se prepare.

CONHEÇA A ESTRATÉGIA PARA ABATER A RÚSSIA

Uma das principais instituições de conspiração de Washington explica a estratégia sistemática para abater a Rússia com recursos e riscos a ser pagos, em grande medida, pelos europeus.

PENTÁGONO MANDA 10 MIL SOLDADOS PARA O MÉDIO ORIENTE

Os Estados Unidos vão enviar mais dez mil efectivos militares para o Médio Oriente, juntando-se ao porta-aviões Abraham Lincoln e respectivo grupo de combate.

TEMPO DE TREVAS PARA AS MULHERES DO ALABAMA

O conservadorismo cristão, de matriz medieval, vai fazendo o seu caminho nos Estados Unidos. O Alabama decidiu agora proibir o aborto.

A MILITARIZAÇÃO DOS ESPÍRITOS JOVENS

A transformação da guerra contra o Iraque numa fonte de heróis de "banda desenhada" é uma operação de militarização dos espíritos das jovens gerações

BASES PLANETÁRIAS DOS EUA: O IMPÉRIO DO TERROR

São cerca de 800 em mais de metade dos países do mundo; algumas não saem do secretismo da clandestinidade permitida por governos corruptos ou corrompidos. É a geografia do terror através da qual o império norte-americano pretende demonstrar a sua força impondo o medo e a subjugação. Nessas bases não vigoram o direito internacional ou a lei, a não ser a da força e do poder arbitrário. Ou da arrogância imperial imposta a um Estado que permanece soberano, como em Guantánamo, em Cuba. As bases militares norte-americanas pretendem afirmar um domínio que tem como reverso o desespero de um globalismo decadente. Por isso, tendencialmente sem limites nem razão humana.

PAI NATAL DE WASHINGTON RECOMPENSA NAZIS

Washington arma os neonazis de Kiev, o FMI e o Banco Mundial financiam-nos violando o direito internacional; a ONU guarda respeitoso silêncio.

TRUMP E A CHINA: GUERRA FRIA OU GUERRA QUENTE?

Guerra comercial? Apenas um pormenor. O que está em causa é o desespero norte-americano para manter a hegemonia sobre o planeta.

MILITARISMO NIPÓNICO ESTÁ DE REGRESSO

Na esteira da instauração do nacionalismo governamental, o Japão está em pleno regresso à doutrina militarista, com apoio de Washington

O IMPERIALISMO VAI NU

As crises, isto é, quando os donos do mundo querem ainda mais lucros, deixam completamente a nu o carácter desumano do imperialismo

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top