O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

CRIADOS ESQUADRÕES DA MORTE NA VENEZUELA

A estratégia para destruir o legítimo Estado constitucional venezuelano é constituída por múltiplas variáveis e diversos cenários. Entre eles, como agora ficou a saber-se, o recurso aos sangrentos esquadrões da morte, bandos de assassinos sustentados pelos interesses coloniais na América Latina. Foram criados na Venezuela pelo homem de Trump, Elliot Abrams, que há 30 anos os forjara na Nicarágua.

O ÚLTIMO GOLPE NA VENEZUELA TEVE DEDO DE ISRAEL

Uma enésima tentativa de golpe de Estado foi desmantelada em 24 de junho de 2019 na Venezuela. Todos os implicados foram detidos nos dias 22 e 23; o ministro da Informação, Jorge Rodríguez, explicou pormenorizadamente na televisão os desenvolvimentos e os objectivos dos acontecimentos. De acordo com os registos das comunicações dos conspiradores, o golpe terá sido supervisionado pelos israelitas.

UNIÃO EUROPEIA, 7 – MERCOSUL, 1

Bastaram alguns meses de rendição para inutilizar 20 anos de soberania. Uma União Europeia exultante moveu o espírito colonial para alcançar um "acordo comercial" em que arrasa o Mercosul, tirando proveito da falta de dignidade dos principais dirigentes deste bloco.

ISDS, OU OS ESTADOS E OS POVOS NAS GARRAS DAS MULTINACIONAIS

O ISDS é um mecanismo de justiça privada agregado ao comércio internacional e que deixa os Estados e os povos submetidos às garras das multinacionais. Coisas do globalismo neoliberal.

O MUNDO EM REALIDADE PARALELA

A elite governante mundial, em aliança com o aparelho comunicacional global que trata da sua propaganda, querem forçar-nos a viver numa realidade paralela, aquela em que a versão ficcional e oficial dos factos se transforma em verdade única, indiscutível, sendo a discordância anatemizada como fake news.

HOSTES DE GUAIDÓ DESVIAM “AJUDA HUMANITÁRIA”

A "ajuda humanitária" ao povo da Venezuela que serviu de pretexto para uma tentativa de golpe acaba nos bolsos de Guaidó e seu clã. O que não é surpresa

UM NARCOESTADO NA NATO E ÀS PORTAS DA UE

A Albânia é um narcoestado na Europa; é membro da NATO, está às portas da União Europeia e tutela o Kosovo, que segue o mesmo caminho, em aliança com a NATO e a UE

WASHINGTON SEM “ALTERNATIVA” À AGRESSÃO ARMADA NA VENEZUELA

Juan Guaidó falhou mais um golpe na Venezuela e, horas depois, não conseguiu convocar "a maior marcha de sempre" no país. A libertação do titular fascista Leopoldo López foi o único êxito da intentona de terça-feira. Acolhido na Embaixada de Espanha, López está na calha para suceder ao desacreditado Guaidó como agente de Washington. E, esgotadas as "revoluções coloridas" e as tentativas de arrastar as forças armadas para o golpe, Washington está cada vez mais reduzido à agressão militar como "alternativa" para derrubar o governo da Venezuela. Mas este, legítimo, democrático e livre, pode pedir ajuda defensiva a quem quiser.

VENEZUELA: FORÇAS ARMADAS REJEITARAM GOLPE

Nova intentona, nova derrota da oposição fascista venezuelana sustentada por Washington. Os militares rejeitaram uma operação que tentava envolvê-los e deixaram Juan Guaidó e o foragido Leopoldo López isolados às portas de uma base militar. Milhares de pessoas celebram a derrota golpista junto ao palácio presidencial de Caracas. Em Washington, Pompeo insiste: "todas as hipóteses estão em cima da mesa". Guaidó abandonou a concentração golpista a meio da tarde; Lopez acoitou-se entretanto na Embaixada do Chile em Caracas.

AS INQUIETANTES REUNIÕES DO GOVERNO PORTUGUÊS

Há muitas maneiras de fechar as portas que Abril abriu, mas o governo português em funções parece ter escolhido as mais extremas em política externa, como a da conspiração contra governos democráticos e o terrorismo contra populações soberanas e independentes. E fá-lo em silêncio, sem admitir que o faz e, pior, sem se dar ao trabalho de explicar aos cidadãos portugueses as suas inquietantes actividades. Será que ainda tenciona fazê-lo ou vai continuar a mover-se na sombra do intervencionismo norte-americano contra o direito e o decoro na cena internacional -ofendendo também o 25 de Abril e a Constituição da República?

WASHINGTON MONTA GUERRA COLONIAL NA AMÉRICA LATINA

Movimentações militares, uma reunião de conspiração para agredir a Venezuela, novas sanções contra a Nicarágua e contra Cuba. Nos últimos dias, a ofensiva colonial norte-americana contra a América Latina acelerou-se perante a sucessão de fracassos nas tentativas para derrubar Maduro e impor Guaidó. Um após outro, vão regressando ao activo, pela mão dos fascistas Bolton, Pompeo e Pence da administração Trump, os estrategos terroristas responsáveis por algumas das mais cruéis fases imperialistas no "quintal das traseiras". Uma ofensiva que dinamita as próprias fronteiras regionais, como a União Europeia começa a perceber.

INVASÃO DA VENEZUELA DEBATIDA EM WASHINGTON

No dia 10 de Abril realizou-se em Washington uma reunião para "avaliar a utilização da força militar na Venezuela". Apesar de "privada" e organizada por um "think tank", o Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, a reunião conspirativa teve a participação de membros do Departamento de Estado e do Conselho de Segurança Nacional, pertencentes pois à Administração Trump. A lista de participantes, que publicamos no final do artigo, incluiu o almirante Kurt Tidd, que é há muito uma figura de topo nas actividades contra a soberania da Venezuela como comandante do Comando Sul das Forças Navais dos Estados Unidos - cargo que deixou recentemente.

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top