JORNAL DIGITAL DE INFORMAÇÃO INTERNACIONAL | DIRECTOR: JOSÉ GOULÃO

Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019

O LADO OCULTO
ANTÍDOTO PARA A PROPAGANDA GLOBAL
O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.
ISRAEL ESCUDA-SE EM AVIÕES CIVIS PARA ATACAR A SÍRIA

2019-01-04

No dia de Natal, seis caças israelitas protegeram-se atrás de voos civis de passageiros para atacar os arredores de Damasco, capital síria. O acto de agressão, que viola normas elementares do Direito Internacional, não mereceu, até agora qualquer palavra de qualquer órgão da ONU, incluindo secretário-geral, e da União Europeia. O acto evidencia duas realidades: Israel sabia que a Síria não ia fazer perigar os aviões de passageiros; o sionismo recorre a todos os meios desumanos para tentar driblar a zona de exclusão aérea instalada para proteger a Síria da agressão internacional.

AS FALÁCIAS TRÁGICAS DA GUERRA E DO TERRORISMO

2019-01-04

O segredo para combater o terrorismo não é enviar mais tropas fingir que o combatem; é deixar de financiá-lo e armá-lo.

SÍRIA E RÚSSIA OBRIGAM TRUMP A RETIRAR

2018-12-21

Donald Trump mandou retirar as tropas norte-americanas da Síria, embora não deixando claro se mantém o apoio aos grupos terroristas infiltrados no país pelas principais potências da NATO e suas aliadas das ditaduras do Golfo. A decisão foi tomada em menos de dois meses e meio e deve-se a uma mudança da relação de forças no terreno com a entrada em funções dos novos sistemas militares fornecidos pela Rússia: as baterias defensivas S-300 e a zona de exclusão aérea sobre a Síria garantida por meios electrónicos. Desde que estes mecanismos estão operacionais os ataques aéreos da "coligação internacional" foram reduzidos em 80%; e desde 18 de Setembro que Israel não tenta qualquer incursão aérea em espaço sírio.

PENTÁGONO SALVA TERRORISTAS E CHACINA CIVIS

2018-11-16

Civis são as vítimas da guerra norte-americana "contra o Daesh", enquanto o Pentágono resgata os terroristas.

PARAÍSO DA HEROÍNA FLORESCE SOB A TUTELA DA NATO

2018-08-06

A operação Liberdade Duradoura lançada em 2001 pela NATO no Afeganistão, sob o comando dos Estados Unidos, permitiu multiplicar por 4000 a produção de ópio neste país, origem da maioria esmagadora da heroína e outras drogas perigosas que circulam pelo mundo. Um boom que gera lucros superiores a um bilião de dólares por ano e terá provocado a morte de mais de um milhão de pessoas em 15 anos, segundo fontes concordantes de várias organizações internacionais. Um cenário que funciona sob a tutela da Aliança Atlântica, enquanto os Estados Unidos afirmam que investiram 8500 milhões de dólares na luta contra a droga no Afeganistão.

goto top

Recuperar password