O LADO OCULTO - Jornal Digital de Informação Internacional | Director: José Goulão

O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

Assinar

O MUNDO SEGUNDO JOE BIDEN

Donald Trump ou Joe Biden? A escolha que resta aos norte-americanos é esta – dois ramos do mesmo partido único, imperialista e que defende, acima de tudo e custe o que custar, “a liderança dos Estados Unidos”. Trump, o fascismo sem máscara, o racismo, a misoginia, o fundamentalismo religioso sem disfarces, um neoliberalismo adequado ao nacionalismo ultramontano que faz parte da sua essência, o culto dos golpes e da guerra simulando recuos para consumo interno; Biden, o autoritarismo sorridente, o racismo cínico e envernizado, golpes onde for preciso, como o da Ucrânia, guerras a la carte, como a chacina da Líbia; o neoliberalismo globalista e expansionista ancorado num reforço da NATO. Eis a opção que resta aos norte-americanos, com impactos na vida de todos nós. Que venha o diabo e escolha.

OPERAÇÃO “MUDANÇA DE REGIME” EM CURSO NA BIELORRÚSSIA

Obviamente é uma “revolução colorida” posta em movimento pelas habitais agências norte-americanas de “mudança de regime”, com apoio activo da União Europeia. Nada do que acontece actualmente em Minsk, na Bielorrússia, é novo: já foi observado na Geórgia, no Cazaquistão, na Moldávia, nas “primaveras árabes”, durante mais de vinte anos na Venezuela, na Nicarágua e, claro, sobretudo na Praça Maidan, em Kiev. Não se trata, mais uma vez, de instaurar a “democracia”, como proclamam os manifestantes, certamente muitos na sua ingenuidade manipulada por eficazes e dispendiosos instrumentos de propaganda; pretende-se criar um regime ao serviço do Departamento de Estado de Washington, de Bruxelas e da NATO para instalar um novo posto avançado do cerco à Federação Russa nas suas próprias fronteiras. Nem que essa “democracia” seja imposta por forças militarizadas nazis, como acontece na Ucrânia e já se vislumbra em Minsk.

CHINA REAGE E ENFRENTA AS AMEAÇAS

Enfrentada a crise do novo coronavírus na província de Hubei, especialmente em Wuhan, a China reanima decididamente as actividades económicas e sociais tendo também em consideração que está a ser vítima de uma concentração de ataques norte-americanos e ocidentais para conter o país como potência emergente. Pequim reage procedendo à restauração das próprias forças e também no âmbito da parceria estratégica com a Rússia, que adquire novas valências. O mundo está em mudança.

O YUAN DIGITAL DA CHINA AMEAÇA O REINADO DO DÓLAR

Algumas coisas continuam a mudar num mundo estagnado em tempos de pandemia. Podem estar até a ser aceleradas pelas circunstâncias porque, indubitavelmente, haverá um antes e um depois do COVID-19 por muitas que sejam as incertezas avolumando-se em relação ao futuro, mesmo o mais próximo. Coisas que estão em mudança são o dinheiro e as formas de pagamento. A China iniciou há poucas semanas os testes de pagamento com uma nova moeda sem existência física: o yuan digital. Trata-se de uma etapa para o lançamento do chamado Pagamento Electrónico em Moeda Digital. São fortes os indícios de que o yuan digital soberano em preparação poderá ser garantido por ouro – ao contrário do que acontece com o dólar norte-americano, a moeda de reserva mundial. Tudo isto significa que a partir daí nada ficará como dantes em termos de pagamentos internacionais. Será esta uma das razões sub-reptícias para a incontida ira de Washington contra Pequim?

TRUMP DECLARA O MONOPÓLIO DAS MÁSCARAS

O presidente dos Estados Unidos afirma que pretende controlar o mercado internacional de máscaras e equipamentos de protecção individual; caso contrário “poderemos ser muito duros”, ameaçou.

GUERRA HÍBRIDA CONTRA A CHINA: HONG KONG E O RESTO

Os Estados Unidos e alguns dos mais próximos Estados satélites desenvolvem contra a China uma guerra híbrida em numerosas fases e múltiplas frentes. Não faltam a ameaça militar e a perseguição comercial e económica; a guerrilha de propaganda está permanentemente presente. No quadro geral, porém, emerge a acção desenvolvida contra a soberania chinesa em Hong Kong e em relação à qual os mentores não mostram limites na utilização de tácticas extremamente perigosas.

ISDS, OU OS ESTADOS E OS POVOS NAS GARRAS DAS MULTINACIONAIS

O ISDS é um mecanismo de justiça privada agregado ao comércio internacional e que deixa os Estados e os povos submetidos às garras das multinacionais. Coisas do globalismo neoliberal.

ASSINANTES SOLIDÁRIOS

O reforço da Informação Independente como antídoto para a propaganda global.
Bastam 50 cêntimos, o preço de um café, 1 euro, 5 euros, 10 euros…

saber mais
RENOVAÇÃO DE ASSINATURAS

Estimado Assinante,

Se a sua assinatura está prestes a expirar e desejar renová-la deverá proceder como anteriormente: escolher a periodicidade e a forma de pagamento.
Pode igualmente aderir à nossa acção de "assinatura solidária", contribuindo assim para reforço dos conteúdos de O Lado Oculto e assegurando a sua continuidade.

Grato pelo seu apoio
O Colectivo Redactorial

fechar
goto top