O LADO OCULTO - Jornal Digital de Informação Internacional | Director: José Goulão

O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

Assinar

NATO ANEXA A MACEDÓNIA DO NORTE

Depois de ter manipulado os resultados de um referendo que não corresponderam aos seus interesses e de ter imposto a nova designação do nome do país – com a cumplicidade do Syriza na Grécia – a NATO acaba de anexar a Macedónia do Norte através da aprovação do “Protocolo de Adesão”, consumada por um Parlamento absolutamente domesticado. Isto é, depois de ter “balcanizado” os Balcãs com a guerra de esfacelamento da Jugoslávia, a NATO “desbalcaniza” agora a região, unindo-a sob a sua própria bandeira. De fora está apenas a Sérvia – e espoliada do Kosovo através de uma agressão militar da aliança.

GRÉCIA, UM SATÉLITE MILITAR DE WASHINGTON

A Grécia acaba de abdicar do pouco que lhe restava de soberania ao vender em saldo todas as suas bases militares aos Estados Unidos. A direita governamental acha que foi um “negócio muito vantajoso para os interesses nacionais”. E as hostes de Alexis Tsipras, ditas de esquerda, simplesmente abstiveram-se numa matéria fulcral para a independência do país. Já o embaixador dos Estados Unidos em Atenas, Geoffrey Pyatt, um dos arquitectos dos golpes da NATO na Ucrânia e na Macedónia, acha que se trata de um acordo essencial para “repelir actores maléficos” como a Rússia e a China.

O DESPERTAR DOS POVOS

A paz podre do neoliberalismo globalizante e o conformismo social que lhe corresponde estão a ser sacudidos através do mundo. Nas urnas e nas ruas – as duas frentes são democraticamente legítimas e complementares – os povos dão sinais de que a sonolência hipnótica induzida pelo entertainment mediático em que se transformou tudo o que tem a ver com a vida das pessoas é uma arma que também se desgasta, desmascara e vai perdendo eficácia. Uma faúlha representada por um aumento de preços, um corte de subsídios sociais, o lançamento de mais um imposto tornaram-se agora susceptíveis de provocar grandes e vibrantes explosões sociais. A arbitrariedade e a impunidade do sistema dominante começam a encontrar barreiras humanas.

NATO CONTINUA A MATAR NOS BALCÃS

A guerra contra a Jugoslávia terminou há 20 anos. Entretanto, a NATO instalou-se nas fronteiras da Sérvia, confiante na sua vitória, e o governo alemão proporcionou condições e um apoio financeiro para a construção de uma segunda versão do UCK, o grupo terrorista islâmico Exército de Libertação do Kosovo. Além disso, os rastos deixados pela Aliança Atlântica na sua “intervenção humanitária” continuam a matar.

PRESIDENTE SÉRVIO RENDE-SE À ALBÂNIA NO KOSOVO

O fundamentalismo europeísta do actual presidente sérvio levou-o a render-se à União Europeia, à NATO e, sobretudo, à Albânia, dando o Kosovo como "território perdido".

OS GOLPES NA MACEDÓNIA E A GRANDE ALBÂNIA

Em menos de um ano, desde Junho do ano passado, as forças coloniais da NATO e da União Europeia deram passos decisivos para o controlo absoluto da região dos Balcãs. Nesse dia foi assinado o Tratado de Prespa, entre a Macedónia ex-jugoslava e a Grécia de Tsipras. Seguiram-se golpes na Macedónia e passos determinantes para a integração do Kosovo da Albânia, enquanto mais uma "revolução colorida" ganha fôlego na Sérvia. Nasce assim a Grande Albânia, velha ambição do expansionismo islâmico e mafioso de Tirana, cenário que coincide com as pretensões coloniais de Washington e Bruxelas no Sudoeste Balcânico.

UCRÂNIA NA NATO, GUERRA MAIS PRÓXIMA

A Ucrânia incluiu a pertença obrigatória à NATO e à União Europeia na Constituição. Quando se consumar a integração na aliança, ficará mais próxima uma guerra de proporções incalculáveis

O ROUBO DO OURO DA VENEZUELA E OUTRAS HISTÓRIAS

O roubo de 31 toneladas de ouro ao Estado venezuelano é mais um passo na caminhada norte-americana pelo desprezo absoluto das normas do direito internacional em vigor.

GRANDE DERROTA DA NATO E DA UE NA MACEDÓNIA

Dois terços dos eleitores da Macedónia ex-jugoslava boicotaram o referendo para adesão à NATO e União Europeia, além de uma mudança de nome que seria "o preço a pagar" por essas integrações

ASSINANTES SOLIDÁRIOS

O reforço da Informação Independente como antídoto para a propaganda global.
Bastam 50 cêntimos, o preço de um café, 1 euro, 5 euros, 10 euros…

saber mais
RENOVAÇÃO DE ASSINATURAS

Estimado Assinante,

Se a sua assinatura está prestes a expirar e desejar renová-la deverá proceder como anteriormente: escolher a periodicidade e a forma de pagamento.
Pode igualmente aderir à nossa acção de "assinatura solidária", contribuindo assim para reforço dos conteúdos de O Lado Oculto e assegurando a sua continuidade.

Grato pelo seu apoio
O Colectivo Redactorial

fechar
goto top