O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

NEOM OU A “SOLUÇÃO FINAL” PALESTINIANA

A operação para impor uma “solução final” do problema palestiniano dirigida pelos Estados Unidos, Israel e Arábia Saudita está a adquirir uma envergadura que escapa à comunicação mainstream – o que não acontece por acaso – e também às mais importantes instâncias internacionais, sobretudo à ONU.

LUZ VERDE DE WASHINGTON À ANEXAÇÃO DA CISJORDÂNIA

Através do seu embaixador em Israel, os Estados Unidos deram luz verde à anexação da Cisjordânia. Foi numa entrevista, mas um embaixador não fala a título pessoal.

LÍBIA, UMA GUERRA IMPERIALISTA

Sangue por petróleo, é o que está em jogo na situação líbia, onde a guerra imperialista prossegue desde que a NATO decidiu derrubar Khaddafi e desmantelar o Estado para tomar conta dos hidrocarbonetos.

OS SOCIOPATAS E SEUS SEGUIDORES

Golpe na Venezuela, com banho de sangue no horizonte; retirada norte-americana do Tratado que proíbe mísseis de médio alcance e desbrava o caminho da guerra nuclear. Dois passos para o abismo dados pela administração Trump desde que o núcleo de sociopatas em torno do presidente se tornou sólido e estável. Ocasião escolhida pelos aliados de Washington para transformarem as supostas divergências com administração norte-americana em rendida vassalagem, corresponsabilizando-se, assim, pelas ameaças de tragédia que se reforçam sobre os povos da América Latina e do continente europeu. Uma subserviência na qual o governo de Portugal se esforça por ter lugar de destaque.

ISRAEL ESCUDA-SE EM AVIÕES CIVIS PARA ATACAR A SÍRIA

No dia de Natal, seis caças israelitas protegeram-se atrás de voos civis de passageiros para atacar os arredores de Damasco, capital síria. O acto de agressão, que viola normas elementares do Direito Internacional, não mereceu, até agora qualquer palavra de qualquer órgão da ONU, incluindo secretário-geral, e da União Europeia. O acto evidencia duas realidades: Israel sabia que a Síria não ia fazer perigar os aviões de passageiros; o sionismo recorre a todos os meios desumanos para tentar driblar a zona de exclusão aérea instalada para proteger a Síria da agressão internacional.

O SECRETÁRIO-GERAL DA TRISTE FIGURA

O secretário geral adjunto da ONU ordena secretamente que a organização não participe na reconstrução da Síria; o secretário-geral manda dizer que a directiva não existe. E, no entanto, foi emitida e produz efeitos. Guterres no seu pior.

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top