O LADO OCULTO - Jornal Digital de Informação Internacional | Director: José Goulão

O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

Assinar

AFEGANISTÃO: 17 ANOS DE NATO E OS TALIBÃS ESTÃO MAIS FORTES

A NATO está a combater os talibãs no Afeganistão há 17 anos e os talibãs estão mais fortes e ocupam mais território.

ÓDIO REAL EM MEIO VIRTUAL – A ESTRATÉGIA PSEUDO-RELIGIOSA QUE SERVE A BOLSONARO

Intolerância, fundamentalismo evangélico ao estilo norte-americano e exploração em massa da mentira através das redes sociais: mistura explosiva e eficaz que catapultou o fascista Bolsonaro

ISRAEL E TRUMP QUEREM “EXTINGUIR” A QUESTÃO PALESTINIANA

A estratégia de Trump e Netanyahu para "resolver" a questão palestiniana apagando-a da realidade e da história está cada vez mais na ordem do dia

TRUMP RELANÇA GUERRA CONTRA A SÍRIA (E A RÚSSIA)

Jogo aberto, sem eufemismos nem exercícios semânticos. O discurso do presidente dos Estados Unidos na Assembleia Geral da ONU regressou àquela que é a estratégia de sempre do Pentágono, pelo menos há dez anos: derrubar o governo da Síria, apear "o carniceiro de Damasco" - parafraseando Trump. Nada de "revoltas populares", ou "primaveras árabes" ou inexistentes distinções entre terroristas "moderados" e "radicais". Guerra de agressão para mudar um regime e fazer com que a Síria siga o caminho do Iraque ou da Líbia. Nada mais. Porém, neste caso, procurar consumar o objectivo significa entrar em confronto com a Rússia. Estaremos então perante uma situação de guerra com amplitude e consequências incalculáveis. Agora ficou claro: os países que insistirem em manter-se associados a Washington na chamada "coligação internacional" já sabem ao que vão.

COREIAS, A GENUÍNA APROXIMAÇÃO E AS AMEAÇAS

A visita do presidente da Coreia do Sul a Pyongyang teve um ambiente e resultados que permitem pensar numa aproximação genuína. Mas Seul tem um poder de decisão limitado...

CRISES E RESGATES GERAM LUCROS ASTRONÓMICOS AOS BANCOS

Os cinco maiores bancos norte-americanos somaram lucros de 583 mil milhões de dólares durante os 10 anos que se seguiram ao colapso financeiro de 2008. A situação, proporcionada pelos resgates com dinheiro dos contribuintes e pela política de "bancos que não podem falir", permitiu-lhes acumular activos próximos dos 10 biliões de dólares, mais de metade do PIB norte-americano em 2016. Os bancos "tornaram-se salteadores", acusa o presidente da Public Citizen, organização de defesa dos consumidores que revelou o escândalo.

ARGENTINA DEBATE-SE NA SELVA DE MACRI

A Argentina caminha para a bancarrota empurrada pelo neoliberalismo selvagem do presidente Macri sob as ordens do FMI e de Trump. Os argentinos respondem com uma greve geral e uma grande manifestação na próxima terça-feira.

A GLOBALIZAÇÃO E AS ESCOLHAS DOS BRASILEIROS

A cerca de duas semanas da ida às urnas, as escolhas dos brasileiros estão cada vez mais definidas: ou o progresso e a independência através da candidatura de esquerda de Fernando Haddad e Manuela D'Ávila; ou a submissão à globalização e ao neoliberalismo selvagem na forma do fascismo de Jaír Bolsonaro.

SANÇÕES: COMO WASHINGTON MANDA NO MUNDO

Trump decretou sanções contra o Irão. União Europeia, grandes potências, poderosas empresas dizem que estão contra - mas aplicam-nas

MACRON E O CONVITE QUE ASSOMBRA A EUROPA

Macron convidou Putin a assistir em França às comemorações do centenário do fim da Primeira Guerra Mundial. Agitam-se os bastidores diplomáticos.

“ACORDO DO SÉCULO” OU CRIME DO SÉCULO?

Acordo do século? Não: crime do século que pretende eternizar uma limpeza étnica. Conheça pormenores deste exemplo de desprezo pelos direitos humanos e a ONU.

VENEZUELA: O ATENTADO, OS EXECUTORES, OS MANDANTES

O atentado de 4 de Agosto contra o presidente da Venezuela e membros dos outros órgãos de soberania fracassou, mas os porta-vozes dos autores prometem mais. Conheça a anatomia do golpe: seus operacionais, instigadores e mandantes, incluindo o que à hora do crime estava "no baptizado de uma netinha".

fechar
goto top