O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

COMÉRCIO LIVRE E FASCISMO GLOBAL

Os acordos internacionais de comércio livre, negociados em segredo, são uma arma do capitalismo para impor o projecto de fascismo global, o seu objectivo.

WASHINGTON EXIGE PAZ NO IÉMEN E ACELERA A GUERRA

Os Estados Unidos exigem a pacificação do Iémen e lançam nova ofensiva por interposta Arábia Saudita, segundo a filosofia "a paz nasce da guerra"

O IMPERIALISMO VAI NU

As crises, isto é, quando os donos do mundo querem ainda mais lucros, deixam completamente a nu o carácter desumano do imperialismo

21.694.906.926.249 DÓLARES: A DÍVIDA DOS ESTADOS UNIDOS

Mais de 21,5 biliões de dólares, 150% do PIB; a dívida soberana dos Estados Unidos é um comboio de números em velocidade supersónica. Trump promete "medidas"

UNIÃO EUROPEIA DISTRIBUI BODO AOS MERCENÁRIOS

A União Europeia paga 125 milhões de euros pela sua segurança no Afeganistão a uma companhia de mercenários; mas como esta não é "bem vista" em Cabul, outra fará o serviço sem ter concorrido.

ORDENADO MÍNIMO E DESEMPREGO: MITOS E REALIDADES

A realidade contradiz o neoliberalismo, O desemprego não aumenta com o aumento do salário mínimo, antes pelo contrário

BÓSNIA-HERZEGOVINA: ELEIÇÕES DISFUNCIONAIS NUM PROTECTORADO FALHADO

A Bósnia-Hergovina é de tal modo um protectorado falhado da NATO e da União Europeia que nem as eleições são sérias nem os intervenientes ficam satisfeitos

UM OLHAR BRASILEIRO PARA O FUTURO

João Pedro Stedile, dirigente do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, perspectiva o futuro da resistência no Brasil e promove a campanha internacional para levar Lula até ao Nobel da Paz

A CAMINHO DA UNIFICAÇÃO PENINSULAR?

O crescente desequilíbrio demográfico e económico de Portugal em relação a Espanha é susceptível de gerar uma situação que, a prazo e sem a adopção de medidas, signifique a unificação peninsular

OPERAÇÃO CONDOR, PARTE II

A eleição de Jair Bolsonaro como presidente do Brasil traz a peça que faltava no puzzle da nova geração Condor, isto é, os herdeiros das ditaduras militares dos anos 70/80 do século passado que, sob a batuta da CIA, geraram as primeiras experiências do neoliberalismo ortodoxo, puro e duro. Cerca de 50 mil mortos, 30 mil desaparecidos, 400 mil presos políticos provocou a primeira Operação Condor orquestrada pela CIA. Sob métodos diferentes, mas com os mesmos objectivos e maestros, a Operação Condor, Parte II procura a sobrevivência do neoliberalismo sem contemplações com a democracia, agora que a crise se arrasta e exige uma espécie de regresso às origens.

GAZA, O LABORATÓRIO DA INDÚSTRIA DA MORTE

"Apuramos os nossos sistemas em tempo real", ou como os fabricantes de armas olham para Gaza

A DEMOCRACIA ATRAIÇOADA NO BRASIL

Na fase que agora inicia de luta contra o fascismo de Bolsonaro, a democracia tem de levar em conta que tem sido parte fragilizada no novo habitat tecnológico das redes sociais

Mais notícias...

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top