O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

ESTÓNIA, LETÓNIA E LITUÂNIA BARRICAM-SE ATRÁS DE CERCAS

Depois da queda do Muro de Berlim multiplicam-se os muros, as cercas e as valas na Europa. Agora são a Estónia, a Letónia e a Lituânia que se barricam atrás de uma cerca de mais de 500 quilómetros nas fronteiras com a Rússia.

SUÉCIA VÍTIMA DA PRAGA NEOLIBERAL

O que as eleições gerais suecas de 9 de Setembro disseram, em primeiro lugar, é que não existe Estado social que resista eternamente à implantação do neoliberalismo puro e duro. Tudo o resto decorre daí, e não haverá análise séria sobre os resultados e a situação no país que omita essa realidade fundamental.

BRASIL: UM OLHAR DE HOJE SOBRE 500 ANOS DE HISTÓRIA

A relação do Brasil com a América Latina sempre foi, e continua a ser, alvo de profundas polémicas. Está consolidada a imagem de que o Brasil foi constituído de costas para o Continente, ignorando a África e de frente para os Estados Unidos da América e a Europa.

SÍRIA: A OFENSIVA DE IDLEB, AS ENCENAÇÕES E O RESTO

A guerra contra a Síria regressa às primeiras páginas. Na iminência de perderem Idleb, o bastião mais importante que ainda têm em seu poder, os batalhões terroristas - "moderados" ou não - e a coligação de potências ocidentais que os sustenta criam um clima de terror e mistificação em que abundam as palavras "massacre" e catástrofe humanitária, sem esquecer o alarme contra um possível novo ataque com "armas químicas". Para isso, os "Capacetes Brancos" estão no terreno com as suas equipas de encenação, à espera do momento indicado pelos serviços secretos britânicos. Tudo para que a agressão continue, apesar das vitórias do exército sírio e seus aliados.

O GOLPE ESCRAVIZA O BRASIL E MATA MAIS QUE UMA GUERRA

Em dois anos apenas, a estrutura golpista que impede o Brasil de eleger o seu presidente, eliminou todas as conquistas de 13 anos e devolveu o país à miséria e subserviência. Pior que uma guerra.

NATO TRANSFORMA OS BALCÃS NUMA BASE DE GUERRA

NATO constrói mais uma base de guerra para alargar a sua presença nos Balcãs. Agora é na Albânia, no momento em que ressurgem as ambições da "Grande Albânia".

MACEDÓNIA NA NATO PELA MÃO DE TSIPRAS

Uma contenda de séculos resolveu-se numa penada sob os olhos da NATO e graças à enorme capacidade de "adaptação" do primeiro ministro grego, Alexis Tsipras.

A INSURREIÇÃO DO CLIMA

O clima revolta-se contra o homem. E com razão, porque as atrocidades contra o ambiente não páram enquanto os poluidores de sempre dizem que nada está a mudar.

BRASIL LUTA PELA INDEPENDÊNCIA

Com eleições presidenciais em Outubro e o candidato favorito na prisão, o povo brasileiro luta pela independência nacional e pela constituição de uma plataforma vitoriosa das esquerdas. A velha oligarquia rural e financeira prossegue no rumo do golpe e da asfixia democrática.

EXÉRCITO DE ISRAEL ABERTO A MERCENÁRIOS

Israel é um Estado de singularidades: não registou fronteiras, instaurou o apartheid, viola a lei internacional e tem ao seu serviço um exército onde podem alistar-se pessoas de qualquer nacionalidade invocando ter um progenitor ou um avô judeu.

TRUMP E JUNCKER: MERCEDES E BMW EXPLICAM

O celebrado acordo entre Donald Trump e Jean-Claude Juncker que supostamente pôs fim à guerra comercial entre Bruxelas e Washington não passou de um bónus dado aos impérios da indústria automóvel alemã.

PARAÍSO DA HEROÍNA FLORESCE SOB A TUTELA DA NATO

A operação Liberdade Duradoura lançada em 2001 pela NATO no Afeganistão, sob o comando dos Estados Unidos, permitiu multiplicar por 4000 a produção de ópio neste país, origem da maioria esmagadora da heroína e outras drogas perigosas que circulam pelo mundo. Um boom que gera lucros superiores a um bilião de dólares por ano e terá provocado a morte de mais de um milhão de pessoas em 15 anos, segundo fontes concordantes de várias organizações internacionais. Um cenário que funciona sob a tutela da Aliança Atlântica, enquanto os Estados Unidos afirmam que investiram 8500 milhões de dólares na luta contra a droga no Afeganistão.

Mais notícias...

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top