O LADO OCULTO - Jornal Digital de Informação Internacional | Director: José Goulão

O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

Assinar

PARA SABER TUDO SOBRE O GOLPISTA JUAN GUAIDÓ

Formou-se em "revoluções coloridas" e "mudanças de governo" numa escola sérvia de terrorismo patrocinada pelos Estados Unidos; integrou a "Geração 2007", elite desestabilizadora venezuelana paga por Washington; fez estágios nas arruaças sangrentas e assassinas de 2014 e 2017 chamadas "guarimbas"; a sua carreira foi relativamente discreta até se proclamar "presidente" da Assembleia Nacional e da Venezuela depois de ter recebido um telefonema do vice-presidente dos Estados Unidos, não tendo sido eleito para qualquer dos lugares. É o escolhido por Trump para administrar, a rogo, as maiores reservas petrolíferas mundiais; e, por inerência subserviente ao mesmo Trump, é também o escolhido pela União Europeia e pelo governo de Portugal para "presidente legítimo" da Venezuela e "restaurar a democracia" no país. Conheça Juan Gaidó, o golpista venezuelano que o mundo "civilizado" e a fina flor dos media fast news veneram sem verdadeiramente curarem de saber quem é.

OS SUSPEITOS JOGOS DE GUERRA DA NATO NO IRAQUE

A criação da Missão da NATO no Iraque é novo e importante dado de guerra no Médio Oriente, integrando esta frente de agressão com a da Síria - e, eventualmente, o Irão

WASHINGTON SAI DO INF: NOVO PASSO PARA A GUERRA NUCLEAR

A saída dos Estados Unidos do acordo sobre armas nucleares de médio alcance (INF) não é o mero abandono de um tratado internacional. Trata-se de um novo passo norte-americano para a admissibilidade da guerra nuclear, sendo de prever igualmente a saída do tratado de mísseis estratégicos (START). A razão imediata, não assumida pelo Pentágono, é criar um cerco nuclear à China. Os planos, porém, são mais vastos, à medida do desespero e do aventureirismo de um imperialismo falido. Para isso se fabricam bombas nucleares de potências menores, para serem mesmo utilizadas. O perigo para a vida na Terra é real.

HUMBOLDT, A VENEZUELA E A TRAIÇÃO DA EUROPA

Dois séculos e meio depois do nascimento, a obra humanista e de visão integral do cientista alemão Alexander von Humboldt é de uma actualidade flagrante, até quando denuncia a traição da Europa para com a América Latina.

A LAMA DA HISTÓRIA DO BRASIL, DE FHC A BOLSONARO

O rebentamento frequente de barragens de empresas mineiras do Brasil arrasta centenas de vidas inocentes na lama em que mergulhou o sistema político do país, moldado pelo capitalismo selvagem.

TELEFONEMA DE WASHINGTON FEZ AVANÇAR GUAIDÓ

O vice-presidente norte-americano, Michael Pence, telefonou a Juan Guaidó e disse-lhe para se intitular "presidente da Venezuela". Para "restaurar a democracia"...

AS ARMAS DO FUTURO E A DEFESA NACIONAL

O desenvolvimento tecnológico, a instabilidade global e agressividade neoliberal estão por detrás de novas gerações de armas incluindo robots assassinos agido por conta de um algoritmo

RELATÓRIO SECRETO DA UE RECONHECE “DISCRIMINAÇÃO” DOS PALESTINIANOS

Um relatório diplomático secreto da União Europeia revela que os palestinianos são vítimas de "discriminação" por parte de Israel e que a solução de dois Estados pode estar comprometida.

TRUMP RETIRA TROPAS, MACRON ENVIA-AS

Trump diz que retira tropas da Síria; descontente com isso, Macron tenciona enviar reforços e armas. Afinal, trata-se de uma mudança de guarnições da NATO.

PENTÁGONO RESGATA TERRORISTAS DO DAESH

Há duas semanas, tropas norte-americanas assaltaram uma prisão dos Talibã no Afeganistão para libertarem 40 comandantes do Daesh ou Estado Islâmico.

O BREXIT E A ENGRENAGEM AUTOCRÁTICA DA UE

A engrenagem autocrática da União Europeia encarou o Brexit como um exemplo dissuasor a todos os Estados membros para que não se atrevam a seguir o caminho de Londres, porque Bruxelas não tolera dissidências. Os britânicos votaram pela saída da UE? Então que sejam humilhados e sugados para perceberem que não se brinca com a ditadura do mercado e com uma das suas organizações emblemáticas - "na qual se entra mas não se sai", como se diz nos bastidores de Bruxelas. E se isto acontece com uma potência de topo, o que seria das menos poderosas? O exemplo está dado.

ABRAMS: “RESTABELECER DEMOCRACIAS” É COM ELE

Se o objectivo é "restabelecer a democracia" na Venezuela, Trump e os seus falcões não poderiam ter escolhido melhor para assessorar o presidente "interino", Juan Guaidó, nesta tarefa. Elliot Abrams, o eleito, traz com ele um vasto currículo de 40 anos de experiência em golpes, conspirações, montagem de esquadrões da morte e operações terroristas, assassínios, acções clandestinas e guerras civis, sobretudo na América Latina - mas também no Médio Oriente. Não lhe falta sequer a experiência de ter tentado um primeiro golpe na Venezuela, em 2002, contra Hugo Chávez. "Restaurar a democracia"? O homem certo no lugar certo. Como o governo português sabe, por certo.

fechar
goto top